quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Um sonho



Um dia, quando te encontrei lhe dei um sonho
Ao toque de uma tecla de piano lhe confiei minha felicidade
Sei que foi recíproca esta troca,
Mas por ironia do destino, não teve continuidade.

Um dia também me ofereceram um sonho
Soube aproveitar
Mas também um dia acabou
Ou melhor, eu acordei.

Talvez é para isso que serve os sonhos dados
Você vive-os, e amadurece os seus próprios sonhos
Para que num futuro não tão distante
Acorde e viva a vida.

Amadurecimento se dá todos os dias
E se um dia desistir, olhe para este sonho que te dei.
E use-o sem medo pois foi verdadeiro
Sei que nunca mais terei o mesmo sonho para lhe dar
Mas tenho a certeza de que o que vivemos foi tão intenso
Que servirá de base para outros sonhos.


Então sonhe e acredite
Memória pode ser falha
Mas nunca esquecerei

dos sonhos que sonhamos juntos!!!!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

O distante é meu começo

Um instante de segundo minha vida se perde
No vasto campo da destruição me desfaleço sem fim
Rimo rimas sem emoção
Desmoronado vou sem direção.

O distante é meu começo
O longe é minha chegada
O impossível é meu plano
O infinito é minha jogada.

O abismo está em minha frente
Se prossigo não sei onde pisar
Se continuo fico no mesmo lugar
Há alguém a me empurrar?

Escuto gruídos vindos da escuridão
Não sei o que possa ser, desconheço.
Na imensidão do desconhecido
Vejo-me arrastado sem decisão

Risadas das de hiena escuto
Invejas dos maliciosos descarto
De que valeria a minha vida
Se não houvesse  minhas decisões?



domingo, 23 de dezembro de 2012

Um olhar de um não olhar



De repente  acordei e vi que não via mais
Tudo embaçado, como um abrir os olhos na água
Vida longa em pouca idade
Mas muito ainda quero viver!

Parece que estou naufragando,
A beira da praia no dia 1 de janeiro de 2012 do ano passado pedi saúde, paz, amor
Mas nada me foi dado, acho que fui esquecido pela divindade.

Pareço forte, sorrio, mas por dentro sou fraco na fé, e choro muito
Estou novamente no abismo, entre decidir o que quero e o que eu necessito
Já passei por isso nas nunca imaginei em passar de novo.
Faço o bem a todos, mas o bem a mim foi esquecido.

A sorte, não sei, nunca a tive e nunca a vi.
Juro que sempre fui apegado a Deus, sempre ao lado dele
Mas eu mesmo não vejo milagres em mim,
Nos outros posso contar em mais de 200 páginas.

Meu olhar a cada dia morre um pouco
Vai se fechando em um manto vermelho,vermelho vivo parecendo sangue
Já estou impossibilitado de enxergar como enxergava
Já não posso fazer o que eu gostava de fazer.

Apenas meu amigos eu peço, não me deixem, amo vocês
Mesmo sem ver, posso sentir, sei que serão poucos ao meu lado
Mas estes poucos serão verdadeiros.
Não quero dar trabalho a ninguém, mas rezem por mim.
Fiz uma promessa a Santa Luzia, e espero confiante,
Pois os olhos da fé ninguém pode fechar.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Falei


Deixei de lado meu orgulho e resolvi falar
Assim como de passagem de estação as folhas caem ao chão
Devemos também deixar velhos hábito para traz,
Definitivamente deixar o passado na memória.

Como num folhear das páginas de um livro
Nossa vida deve ser escrita de tal maneira, para impressionar
Cada passo, cada segundo deve ser lembrado
Nunca deve cair ao esquecimento um detalhe qualquer.

A memória do ser humano é passível ao esquecimento
Mas são com as derrotas que aprendemos
É com o esmorecer do corpo que superamos
É caindo que aprendemos nos levantar.

Aprendi com a vida, nunca desistir,
Arriscar, sim, pois se não arriscar nunca saberei se dará certo.
Não planejo o futuro, pois peças ele prega,
Mas o presente é fácil de planejar, então viva o momento.

Meu coração dói ao saber que deixará para traz algo que realmente se importa,
Mas vou, contudo deixo avisado que sempre estarei por perto
Nunca abandonarei quem sempre me fez bem,
Sem diferença de rico, pobre, negro, branco, gay ou católico.

O coração ama, o amor é sentimento explosivo,
Então não tem como amar uma raça ou opção sexual.
Amamos o amor, e isso é eloqüente? Sim, é!
Mas só amo porque se sou filho de Deus, e Deus é definitivamente o amor
Logo, sou amado por Ele e também devo amar.

Muito démodé é este negócio de preconceito,
Mas se 60% da sociedade não sabe se vestir
Como irá saber o que é démodé?

Este é meu pensamento,
É simples, mas muitos acham complicado,
Nada é complicado quando a mente é aberta
E devemos sempre cada dia evoluir, evoluir...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

um presente


Tentam com todas as forças nos derrubar
Mas juntos somos imbatíveis
Invejas, desprezos, olho gordo não nos atinge
Pois estamos em planos maiores.

Inveja é para os fracos
Desprezo é para os invejosos
Olho gordo os que não tem capacidade.

Vivemos simples, do nosso jeito
Amando que devemos amar
Protegendo um aos outros
Com sua própria vida.

Você foi um presente de Deus dado a mim
Algo insubstituível, inenarrável.
Gostaria de você aqui, mas por ironia do destino não está
Mas nem ligo mesmo longe meu coração está com você
TE AMO

terça-feira, 20 de novembro de 2012

um presente


Minhas penas azul para você ver
Um presente de dor eu levo de ti
e se você está triste e se sente sozinho
lembre-se de meu espírito

Eu vim para acabar sua dor
para curar o coração que dói
substituindo o medo pela esperança e alegria
para que a felicidade em você sempre fique

Então amigo para você que eu sempre serei
e nunca eu nunca vou desistir
Eu vou colocar minhas asas ao seu redor be apertado
e te levarei ao mais alto que puder

Voando alto você só vai ver
A felicidade aparecer
Nunca se preocupe se você cair
Para que eu possa subir e te dar o meu amor

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

caminhos...



Hoje parei e pensei em minha vida
O que vivi e o que ainda vou viver.
Arrependo-me de algumas coisas passadas e outras nem lembrei.
Mas sei que o que me arrependeu não foi pelas coisas não realizadas,
Mas de ter feito e não ter dado certo, também isso não foi em vão.
Posso hoje tirar lições, e transforma-las em caminhos,
Caminhos que ainda não percorri nem a metade,
Caminhos obscuros, sem vida e sem calor.
Caminhos que nunca e ninguém já percorreu
Pois fora reservado para mim, único e exclusivamente a mim.
Sinto medo do que posso encontrar.
Sei que vou chorar, vou estar sozinho.
Sei que posso pensar em desistir,
Sei que cairei, mas me levantarei.
Fui capaz de fazer muitas coisas, e que considero difíceis de fazê-las.
Por este motivo eu aceito desafios,
Encaro de peito aberto, sem temer.
Posso me machucar, e ate me martirizar, mas não posso desistir.
Voltar de onde sai, não volto, apenas sigo e sigo...
Registro aqui minha vontade de seguir à frente dos meus desejos.
Coisas, pessoas, fatos inesperados, ações contrárias a minha índole, aconteceram,
E sempre me perguntam, porque não volta? EU ME PERGUNTO por que eu não volto?
Fico na duvida, choro, remoo o passado, mas quando paro, me acalmo e penso
Apenas me vem uma resposta: aqui fora tem muitos que necessitam de mim.
Mesmo que não reconheçam isso, mas darei meu amor e carinho.
Apenas peço a Deus coragem para seguir, pois o que dá a entender é que,
Estou remando contra a maré, tudo parece ser o contrario do que imaginei.
Já pensei em desistir, morrer, isolar-me, também já tentei.
Sorte ou desgraça minha, não aconteceu nada, engraçado isso.
Então resolvi remar pelo o que eu acho certo, e o certo é o que estou fazendo.
Espero que no final de tudo possa haver reconhecimento de tudo que fiz!

Ass: Aquele que esta cansado

quarta-feira, 26 de setembro de 2012


Vejo-te todos os dias,
Passo meu olhar lentamente em cada detalhe seu,
Tento te gravar em minha memória
E guardar-te em meu coração.

Sonho um sonho aflorado
Tenho uma imaginação fértil
Ah se você tivesse poder de assistir sonhos
Veria que nunca te deixei

Seu olhar penetrante inspira qualquer insensível
Coração que não ama mais se abre a tal sentimento
Medo de se machucar se vai
E com isso um palpitar a mais ressurge das cinzas.

Sorriso meigo, mas provocante
Tocar macio, porém arrepiante
Um falar doce e envolvente
Uma mutação de corpos que se atraem.

Saiba de uma coisa, sempre habitará em minha memória
Não te esquecerei jamais,
Vivo hoje ansioso pelo amanha
Quem sabe não seja amanha o dia de ser feliz?

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

amo vocês


A alegria da vida é isto,
Compartilhar cada momento com pessoas especiais.
Há momentos que choramos,
Há momentos que sorrimos.
Há momentos de solidão, e sempre alguém a nos tirar do ócio.
Seja qual for o momento, o importante
É esta com vocês.

Tem sempre um para cada momento.
Aquele que é irmão
Aquele que é amigo ate debaixo d’água.
Há aquele que só fala besteira, mesmo com aquele sotaque arrojado.
Um é meigo, outro exagerado, outro ainda sem noção é.
Independente das diferenças, todos compartilham da mesma idéia.
 
Com o tempo, a amizade é provada, modelada, regenerada.
 Assim é feito com o ouro, provado no fogo, e com o tempo
Torna-se um belo tesouro,
No mundo um tesouro raríssimo.
Poucos o tem, e os que tem, não quer perde-lo.

Cumplicidade, brigas, ajudas, risadas, compreensão
Entre outras coisas deverá existir.
Mais uma coisa que sinto, que será eternamente, é saudade.
Saudade das suas risadas,
Saudades de quando não jogamos conversas fora, pois esta em alto mar.
Saudade de falar sobre musica, descobrindo coisas novas.
Saudade de ficar agarradinho
Saudade do único sotaque diferente que conheço
Saudade da simplicidade, gesto meigo,
Saudade de um carinho de amiga
Saudades, saudades, saudades.

Isto que me da força pra vencer a cada dia a batalha da vida,
Pois o amanha posso te ver, abraçar, rir, ou não
Se não, luto mais um dia, luto outro e outro...

AMO VOCÊS

sábado, 15 de setembro de 2012

saber viver



            A cada dia que nasce deveria brotar um grande agradecimento a Deus, pois é o renascer de uma nova vida para sermos melhores. Melhores no tratamento do ser a nossa volta. Melhores com a gente mesmo. Rir, brincar, divertir, extravasar. Rugas? Que elas sejam de tanto rir. Martirizar um tesouro é ser maluco. Martírio, revolta, vingança, para que isso? A vida é mais bela vivida com espontaneidade, com solidariedade. Joio do trigo não tem como separar. O segredo é saber lidar, até o veneno secar. Assim deve ser com a vida. Lidar com os momentos ruins é ser mais sábio que quere vencê-los sem nenhum esforço. O choro é um reforço para as nossas batalhas. Uma lagrima que brota em nosso olhar sem mesmo perceber, é sinal que o sofrimento esta chegando ao fim. Chorar nos torna mais fortes e mais leves, nos dá energia e nos acalma. Não se preocupe com a dor, ela é sinal de cicatrização. O remédio para tudo é o tempo, já diziam os gregos. Pois o que não tem remédio, remediado esta. Sorte? Todos nós somos dotados dela, mas quase ninguém a percebe. Desenvolver a autoconfiança é ter liderança de si mesmo. Ame mais, ame-se mais, passa um “antivirus” em sua vida. Delete-os, viva a intensidade da vida, a intensidade do amor, sinta a “vibe” de ser, respirar, sorrir, beijar. Beije muito, faz um bem enorme a saúde. Corra, caminhe, mergulhe, respire o ar puro e saiba filtrar o ar impuro, mas não se acostume com ele. Às vezes devemos passar por várias coisas, como ir ao fundo do poço, nos encharcar de lama, nos machucar. Cair, para entendermos que existe algo superior a nós, Aquele que não nos abandona. A uma passagem que Santo Agostinho conta, que havia um homem que caminhava pela praia reclamando que estava sozinho, que Deus o tinha abandonado e que deus não queria saber mais dele. Num dia Deus falou com ele e disse: - meu filho não vês que só existem duas pegadas na areia? O homem respondeu: - sim por isso reclamo, me deixaste anda sozinho. Deus disse:- Nunca lhe abandonei, aquelas duas pegadas na areia não são suas, e sim minhas, que lhe carreguei no colo, te ajudei, sequei suas lagrimas e te fiz mais forte. Por isso não digas que estas sozinho, pois não etsa. Sempre um amigo estará ao seu lado. Sempre que precisar conte com ele. Ser feliz não é uma opção e sim um querer. Então queira e viva. Mostre a todos que esta é uma vivencia real da felicidade.


sexta-feira, 17 de agosto de 2012

MINHA PRAZENTEIRA PAULO DE FRONTIN



Terra extravagante de belezas

Rica em histórias e lindas palmeiras
Encanta pelo aconchego do lar
E a hospitalidade singular.

Todos se conhecem, se falam e brincam
Amigos de infância, parceiros na juventude, irmãos de longas datas.
Riem ao recordar dos passados
E no presente auxiliam os conturbados.



Terra encantada, onde visionários atraem
Águas geladas das cascatas de cachoeiras naturais
A encantadora arte de fazer artesanatos
E simples vislumbre de antigos petiscos que fazem.

Ontem terras dos índios, hoje de famílias.
Há quem critique, há quem aprove este lugar.
Um vale de um cordão umbilical amazônico
Onde se considera o terceiro melhor clima de puro ar.

Lisonjeira, prazenteira e bela.
Cidade nova, no caminho verde
Nos seus olhos um raio de luz
De ver seus filhos criados, belos e hospitaleiros.

MINHA PRAZENTEIRA PAULO DE FRONTIN

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

reflexões


Flores pelos campos
Amarelas, rosas, brancas
Jasmim e violetas
Consagram novos tempos.

Muitos riem, outros choram
Muitos comem, outros jejuam forçado.
Alguns ajudam, outros desprezam
A maioria odeia, mas outros resmungam.

Maquiagem definitiva passou na cara
Quem não a conhece acha uma maravilha
Anseiam por estar inclusos
Mas os que conhecem, tentam fugir dessa armadilha.

Em tempos onde o dinheiro compra-se tudo
Homens, macumba, votos, ódio, eu penso ...
Valeu a pena lutar pelos direitos no passado?
Ou àquela luta foi em vão, por não ter dado continuidade hoje?

Risos moles eu vejo em caras de santos
Dizem ser algo aqui, mas ali mulheres viram
Vejo promessas, planos, anseios
Mas os cumprimentos são poucos.

O gorjear dos pássaros são os mesmos de todos os tempos
Alguns sofreram alteração pela espécie
Mas os mesmos são,
Quanta alegria seria se também os ideais humanos fossem os mesmos.

Criticas sempre existirá, lei escrita por humanos é falha.
Mas a vontade de melhorar deve sempre existir
Mas o que vejo é lamentável
A chama se apaga.

Lavar o rosto, tirar esta maquiagem
Assumir sua condição e promessas
É um progresso da luta cravada
Em tempos passados.

Pilatos as mãos lavou,
Princesa Isabel a libertação assinou
D. Pedro a Independência proclamou
E você, vai se vender?

quarta-feira, 25 de julho de 2012

um grito


Minha vida se desfaz como se estivesse em um ácido
Derrete, escorre pelos dedos e nem segurar eu posso
Não sei o que pode estar acontecendo
Nunca fiz mal algum para merecer tanto fardo

Me desespero e choro
Reclamo e corro de tudo e de todos
Espero que um dia Deus se lembre de mim
E venha ao meu encontro.

Por que eu sei que não estou agüentando mais
Estou fraco, doente e triste
Desfaleço a cada dia
Mais ainda tenho esperança, sonho com um dia sem nenhum choro.

Dói muito ver pessoas que amo chorando
Parece que ventos ruins vieram para ficar na  vida da nossa família
Eu quero consolo e solução
Colo e carinho.

terça-feira, 17 de julho de 2012

questões


Quisera que tudo fosse um sonho
Quisera poder rever os erros passados
Quisera ter o poder
Quisera modificar o presente

Aquela alegria, aquela vida, foi passageira
Aquele amor vive ate hoje em mim e não mais em você.
Tudo te dei,
Talvez esteja ai meu erro.

Apoio, amizade, amor, sentimentos, lagrimas
Distorcidos pelo um futuro intocável
Talvez eu viva até mil anos
Mas nunca esquecerei.




Sozinho nasci, sozinho estou
Já nasci chorando, fato.
Mas agora tenho que aprender ser feliz
O que é mais difícil.

Um sorriso em mim brota, mas não de felicidade
E sim de aparencia, sorrio porque tem pessoas que necessitam e merecem
Mas ainda dói em mim tudo o que aconteceu
Ferida que ainda insiste em sangrar.

Tenho um grande medo, ficar sozinho
Choro, imploro a Deus para não me deixar sozinho
Mas não sei o que acontece
Não há um pio se quer.

Em minhas orações peço saúde a minha família
Amor incondicional aos meus amigos
Consolo àqueles que me deixaram
E a morte se possível  para mim.

Michael Medeiros 17/07/2010

sábado, 14 de julho de 2012


Escrevo meus versos, sozinho
Acompanhado pela a tal solidão
Ela me asas a imaginação
Viajo mas não saio do no meu cantinho.

Penso em tudo
Penso em mim
Penso em você
Penso na vida.

Se estou errado nem ligo
A tantos que viajam e falam outras línguas
Eu porém fico sozinho
Tenho minhas próprias viajem, onde ninguém conhece e falo meu próprio dialeto.

Uma lagrima cai do meu olhar
Gostaria que estivesse aqui para viajar comigo
Mas sei que de alguma forma esta ao meu lado
Pois não precisa estar perto para esta junto.

Monto meu próprio mundo
Das cores, formas, pessoas que quero
La não existe doença
La tudo é perfeito.

Quando me sinto mal me refugio por La
La me curo, me reavivo
E tomo coragem
Para enfrentar a realidade.